Liza-Ellwanger---SP

Liza Ellwanger - SP

Contatos:

Tel: 11 9-9264-0919 | Cel: 19 3255-7540

bethellw@yahoo.com.br

https://www.facebook.com/Liza-Ellwanger" target="_blank">https://www.facebook.com/pages/Liza-Ellwanger/330707177084902?fref=ts" target="_blank">https://www.facebook.com/Liza-Ellwanger

01 - Sol na Mata - 80x100 - AST
02 - Revoada de Guarás - Ilha de Marajó-PA - 100x120 - OST
03 - Garças e Guarás ao Entardecer - 100x120 - OST
04 - Guarás ao Anoitecer - 80x100 - OST
05 - Refugio das Garças II - 70x100 - AST
06 - Guarás na Relva - 60x100 - OST
07 - Guarás no Mangue II - 70x50 - OST
08 - Guarás no Mangue I - 100x50 - OST
09 - Colônia de Guarás - 50x100 - OST
10 - Destruição do Habitat - 60x40 - AST

Galeria

01 - Sol na Mata - 80x100 - AST
01 - Sol na Mata - 80x100 - AST

Sobre

Liza Ellwanger nasceu em Erexim, RS, dia 15 de junho de 1952, num domingo de manhã e estava nevando. É gaucha de nascimento e campineira de coração pois reside em Campinas desde 1974.

Quando criança, o que a deixava mais feliz era ter nas mãos uma caixa de lápis de cor e então pintava jornais, revistas e livrinhos. Iniciou o primeiro curso de desenho e pintura a óleo aos treze anos de idade, num curso que durou cinco anos.

Em 1974 casou, foi morar em Campinas e as atribulações da vida a afastaram da pintura.
É formada em Psicologia pela Puc Campinas e em piano pelo Conservatório Santa Cecilia, também de Campinas.
Trabalhou vários anos com grupos de dependentes químicos em recuperação, aplicando o desenho e a pintura como expressão do seu emocional.

O desejo de voltar a pintar sempre esteve presente em sua vida e assim, retomou os pincéis e as tintas. Nos últimos dez anos tem desenvolvido mais intensamente sua pintura.

As imagens desta página fazem parte de uma série que ela está pintando sobre “Garças e Guarás na Ilha de Marajó”.
Em 2012 fez uma viagem à Ilha, com o objetivo de fotografar as garças e os guarás em seu habitat e ficou maravilhada com a cor dos guarás vermelhos. À partir daí, com suas tintas e pincéis, dedicou-se a criar cenários de intensa beleza, sempre com os protagonistas brancos e vermelhos. Sua pintura não é uma representação fotográfica da realidade, mas um misto de imaginação e mistério que vai além daquilo que um turista vê. Contando com o arquivo fotográfico da sua viagem, ela tem também o arquivo da memória da experiência vivida, com toda a energia do lugar.
Os títulos que deu às suas obras correspondem à realidade do que ela observou.

Por exemplo, a obra “Guarás ao Anoitecer” mostra que ao anoitecer, os guarás se refugiam nas copas das árvores para se protegerem dos animais predadores. Neste momento, o que vemos, é uma árvore em tons de verde, repleta de guarás vermelhos que se acomodam entre seus galhos e folhas…é muito lindo!

2014 – XXVIII Salão de Artes de Arceburgo – teve dois trabalhos selecionados pelos quais mereceu a Pequena Medalha de Bronze.
2014 – Exposição individual no Jam Jardins, sob a curadoria de Paco de Assis, da Cia.Arte e Cultura.
2014 – 4º Salão Internacional de Artes Visuais – SP – teve uma obra selecionada pela qual mereceu Medalha de Bronze.
2014 – Exposição individual na Sociedade Hípica de Campinas, curadoria de Paco de Assis.
2014—Academia Campinense de Letras – exposição coletiva.
2013—Circulo Militar de Campinas- exposição coletiva